COBRANÇA DE DINHEIRO PARA VOVÓ GUARDA

Momentos de agitação estão a serem vividos no Bairro Intaka “2” tudo porque há uma cobrança no valor de 200 Meticais obrigatórios para a Matricula de ingressos, e este dinheiro segundo a direcção da escola e para o pagamento do Guarda.

Uma informação escrita numa folha de papel do tipo A4 esta afixada logo a entrada da secretaria da Escola Primária Completa 24 de Julho, com os requisitos necessários para a matricula de ingressos e dentre os requisitos não consta o valor de 200 meticais.

Apesar de os encarregados de educação estarem a pagar os 200 para o guarda não deixam de lado a sua inquietação porque eles vem-se injustificados ao pagar este valor pois naquela escola primaria nem tem guarda e não acham justo pagarem dinheiro para um guarda inexistente.

Uma das encarregadas de educação, matriculou naquela escola 4 crianças e foi obrigada a pagar cerca de 800 meticais para o guarda, e espera que sejam estabelecidos naquela escola os serviços de guarnição, para que o seu dinheiro não tenha sido pago em vão.

Outra maior inquietação encontrada naquela escola foi de muitos encarregados de Educação que tem voltado para as suas residências sem conseguirem matricular os seus educandos pela falta dos duzentos meticais destinados ao pagamento do vovó Guarda.

Em entrevista a directora daquela unidade estudantil, Isabel Mondlane, não aceitou que houvessem cobranças para matricular os novos ingressos na instituição que dirige.

E mesmo ouvindo pessoalmente a reclamação dos encarregados de educação a dirigente negou haver cobranças naquela escola e diz não ter conhecimento sobre o assunto.

De salientar que de acordo com o calendário das matriculas este processo de novos ingressos poderá ter fim no dia 31 do mês de Dezembro do ano em curso.

O PAIS ONLINE

Moz

Sem comentários:

Enviar um comentário

Instagram