sexta-feira, 22 de março de 2019

ANTÓNIO MUCHANGA PROPÕE ADIAMENTO DO RECENSEAMENTO ELEITORAL

Segundo António Muchanga, que representou a Renamo no encontro realizado pela CNE com os partidos políticos para discutir os passos a seguir depois dos efeitos causados pelo Ciclone IDAI, “tendo em conta que a formação foi interrompida, não há condições para o recenseamento eleitoral arrancar no dia 1 de Abril”. Segundo ele, a Renamo propõe que o recenseamento inicie nas zonas que não foram afectadas num espaço de um mês, se até lá as zonas afectadas não oferecerem condições. Mas tarde, usar-se ia os equipamentos usados nas zonas seguras para reforçar as zonas afectadas. “Se falhar a realização de eleições falhar no dia 15 de Outubro, elas devem ser realizadas, o mais tardar até 15 de Novembro, porque depois disso, vem outra época chuvosa”, disse Munchanga.

0 comentários:

Enviar um comentário