sábado, 18 de agosto de 2018

MARIDO PROCESSA A ESPOSA POR NEGAR SEIS RODADAS POR DIA

De acordo com as informações que a NovaOnda teve acesso, uma dona de casa em LUSAKA, narrou em um tribunal local que seu marido sem vergonha e na presença dos filhos disse que queria nhebar seis rodadas por dia.

A mulher chama-se Matilda Chanda de 54 anos de idade que com cara triste e cheia de lágrimas disse que o marido chegou a alegar que a filha primogénita teria se casado só porque gostava de nhebar.

A mulher relatava isso no tribunal onde foi processada pelo marido por negar as condições da reconciliação que ele colocou para ela, o casal tem 5 filhos e casado desde 1995.

E de acordo com o relato do marido no tribunal tudo começou quando ele perdeu o seu primeiro emprego onde recebia um alto salário e depois teve um emprego de agricultor  em 2014, onde o salário era muito mais baixo que o do emprego anterior e a mulher acabou lhe abandonando e agora quer se reconciliar dela e ele exige recuperar com ela o tempo que ficou sem relações amorosas

Ele explicou que Chanda perdeu o respeito desde o momento em que ele perdeu o seu primeiro emprego  e que ela até já derramou urina no seu rosto de um penico às 23 horas.

Musanya acrescentou também  que Chanda já não lavava roupa dele e nem conseguia varrer a casa,  quando ele era financeiramente estável  era chamado de rei no seu bairro porque sua esposa lhe amava  e ele era bem tratado pela esposa.

Perguntado pelo tribunal se ele ainda amava a sua esposa Chanda, Musanya confirmou que sim embora tivessem dormido separadamente sem direitos conjugais por dez anos.

Em defesa, Chanda negou te-lo abandonado e voltar para casa, mas disse que estava la porque foi visitar seu filho que ficou doente por seis meses, mas que o seu marido Musanya não demonstrou preocupação.

Ela diz ainda que quando regressou a casa onde construíram junto com o marido, Musanya convocou uma reunião com os filhos e disse que queria nhebar seis rodadas por dia - quatro durante o dia e duas à noite.
De lágrimas a mulher continua.
“Musanya insultou-me junto com meus pais. Nós não nos separamos há dez anos, mas dormimos separadamente por três meses ”, disse Chanda.

Em submissão, Musanya mudou de idéia e disse que não queria mais se reconciliar com Chanda.

SUBSCREVA
Local: Lusaka, Zâmbia

0 comentários:

Enviar um comentário