terça-feira, 21 de agosto de 2018

VENÂNCIO MONDLANE FORA DA CORRIDA ELEITORAL

Os candidatos da FRELIMO, PDM, MDM e AJUDEM, devem estar neste momento a respirar de alivio com o afastamento do Venâncio Mondlane, antigo membro do MDM e antigo Cabeça de Lista indicado pela RENAMO, em circunstancias não muito clara pós Venâncio Mondlane nunca tinha sido membro da Renamo e estranhamente saiu do MDM foi para Renamo e colocado Como cabeça de lista, para muitos analistas este acto mostrou uma fraqueza na Renamo e uma total falta de organização e o mesmo Venâncio Mondlane esta a responder por um processo de difamação.
A Comissão Nacional de Eleições reuniu-se, na noite desta segunda-feira, para analisar a candidatura de Venâncio Mondlane, por causa da reclamação submetida pelo Movimento Democrático de Moçambique, que denunciava que o mesmo não devida concorrer, pelo facto de ter renunciado ao mandato na Assembleia Municipal. 
Analisada a situação, um grupo de membros da CNE entendeu que não havia motivos porque a lei usada para as eleições de 2013 foi revogada, para além de que o mesmo renunciou por incompatibilidade uma vez que foi eleito para um órgão de soberania pelos mesmos munícipes de Maputo, neste caso a Assembleia da República.
Não havendo consenso, foi-se à votação e os representantes da Frelimo, MDM e parte da Sociedade Civil votaram contra a candidatura, reunindo 9 votos contra 7 votos da Renamo. 
A candidatura de Silvério Ronguane que se encontra na mesma situação não foi analisada porque ninguém submeteu reclamação e a de Samora Machel Júnior também não foi alvo de discussão porque os quatro membros que submeteram a reclamação não seguiram os requisitos legais para o efeito.
A Renamo diz que vai recorrer ao conselho constitucional.
Local: Maputo, Moçambique

0 comentários:

Enviar um comentário