domingo, 29 de abril de 2018

Afonso Dhlakama fora das Matas



O partido de  Afonso Dhlakama está a trabalhar arduamente para ver o seu líder, Afonso Dhlakama, fora das matas e com segurança. Segundo Ivone Soares, chefe da bancada parlamentar da RENAMO, maior forca politica da oposição em Moçambique.




A saída de Afonso Dhlakama depende da conclusão das negociações sobre a descentralização e integração dos homens armados no exército.

Ivone Soares, chefe da bancada parlamentar da Perdiz, afirma que mediante algumas condições, designadamente, de segurança, o presidente do partido RENAMO, Afonso Dhlakama poderá sair em breve do território incerto que sita em algures da província de Sofala, onde se encontra desde 2015, ha quem acredita que seja provavelmente na Serra da Gorongosa ou ate em Santunjira.

"Estamos a trabalhar para que a saída do presidente Afonso Dhlakama seja para breve com as medidas de segurança acauteladas e com o término das negociações militares que englobam garantias de que as forças residuais da Renamo vão ser acopladas dentro do exército único do estado moçambicano." Disse Soares.

Ivone Soares garantiu ainda que Afonso Dhlakama poderá, mediante consensos, deixar o seu esconderijo e retomar a vida política de forma aberta.

O povo moçambicano espera pelo regresso de Afonso Dhlakama para vencer as eleicoes presidenciais de 2019 contra Filipe Nyusy da Frelimo que poderá perder por causa da falta de resolução do problema das dividas ocultas, acreditam os cidadãos por nos entrevistados.

8 milhões de vídeos Removidos Youtube em três meses


Incitar o ódio, a violência, actos perigosos ou o abuso infantil, foram os "supostos motivos" que levaram a empresa de vídeos a eliminar mais de 8 milhões de vídeos na plataforma O YouTube anunciou esta terça-feira a remoção de mais de oito milhões de vídeos entre outubro e dezembro de 2017 que violavam a política da plataforma, por serem "spam" ou conteúdo considerado impróprio por incitar o ódio, a violência, atos perigosos ou abuso infantil. Em comunicado divulgado, a plataforma precisa que este dado consta do primeiro relatório trimestral que pretende revelar como estão a ser aplicadas as regras da comunidade do YouTube e para mostrar o progresso na remoção de conteúdos que violam as políticas da plataforma. De acordo com o comunicado, O relatório de transparência do YouTube "será actualizado trimestralmente", adiantando que, até ao final do ano, planeia acrescentar dados adicionais no relatório, incluindo informação sobre comentários, velocidade da remoção e violações de políticas que motivaram a remoção. Diz o youtube: "Também estamos a introduzir um local onde cada utilizador do YouTube pode aceder individualmente para verificar o estado dos vídeos que denunciou/sinalizou e pediu revisão por considerar que violam as regras da comunidade". O YouTube revela ainda que: 6,7 milhões das remoções de vídeos no último trimestre do ano passado foram, primeiro, sinalizadas por máquinas para revisão, por intervenção humana, e 75% foram removidos antes de serem vistos. O youtube acrescenta: "As máquinas estão a ajudar-nos a sinalizar o conteúdo para revisão em escala, permitindo-nos remover milhões de vídeos que violam políticas, mesmo antes de serem visualizados".

sábado, 28 de abril de 2018

Proibida importação de frango e derivados das marcas Enterprise e Rainbow Chicken

As autoridades moçambicanas acabam de proibir a importação de frangos e seus derivados, principalmente os que vem da vizinha Africa do Sul, sendo eles palones, salsichas, rachel e enchidos das marcas Enterprise e Rainbow Chicken.

 Os produtos desta empresa foram detectados com o vírus da doença listeriose, que já fez 180 mortos no país vizinho. O surto da doença listeriose surgiu há sensivelmente três meses na África do Sul.

A listeria foi identificada em derivados de frango das marcas Enterprise e Rainbow e como forma de impedir que a doença entre no país, as autoridades mocambicanas decidiram proibir a importação desses produtos.

 A comercialização destes produtos no país também foi suspensa embora a doença ainda não tenha feito vítimas no país, mas as autoridades da saúde estão a monitorar a situação.

O Novo Secretário-Geral do MDM

O Novo Secretário-Geral do MDM, Chama-se José Domingos, famoso, nos meandros políticos e conhecido, por Mabatche. O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) conta com este homem na posição de novo Secretário-Geral, desde hoje. Indicado pelo Daviz Simango, presidente daquele partido, no decurso da segunda sessão do Conselho Nacional. No cargo de Secretário-Geral do MDM, Mabatche substitui assim Luís Boavida, que o exerceu o cargo desde 2011 De acordo com as algumas fontes, Luiz Boavida já manifestava a vontade de abandonar o cargo de Secretário-Geral daquela formação politica já há algum tempo, alegando cansaço NO Conselho Nacional do MDM apenas quatro renovaram o mandato na comissão política. Dos 11 membros constituintes, . Dos sete novos, o destaque maior vai para as entradas de Luís Boavida e Carlos Saíde, este último foi candidato derrotado na eleição intercalar de Nampula. Outro destaque nesta reunião vai para saida do Venâncio Mondlane da comissão politica do Galo e a nomeação de Juma Rafim, da província de Cabo-Delgado, para o cargo de Chefe do Departamento de Mobilização e Propaganda, que substituiu Geraldo Carvalho, um dos membros fundadores do MDM, que neste momento não ocupa nenhum cargo no seio do partido. Daviz Simango, presidente do Galo na cerimonia de encerramento do segundo Conselho Nacional do seu partido, que decorreu neste fim-de-semana, na Beira, exortou ainda aos seus membros a colocar a disciplina partidária em primeiro plano. #MDM